PTfranchising.com
Artigos sobre Franchising

O franchising é para mim?

Quando falamos em empreender, pensamos no negócio que vamos criar. E com ele surgem sempre inúmeras questões associadas, como que tipo de cliente vou ter, em que região irei atuar, que produtos ou serviços vou disponibilizar e que preço irei praticar, entre inúmeras outras.

O processo de criação de um negócio exige um extremo cuidado na forma como é pensado, assim como um extenso trabalho de pesquisa, que tende a ser constantemente aperfeiçoado, por forma a reduzirmos ao máximo o risco a que vamos estar expostos - o risco de errar, de cometer falhas mais ou menos graves, de perder dinheiro, de perder clientes.

Neste processo, e dependendo do projeto que queremos abraçar, o franchising surge muitas vezes como uma alternativa credível pois reduz drasticamente o risco inicial do negócio. Quando abrimos um negócio em franchising, alguém já efetuou esse trabalho de pesquisa por nós, alguém já esteve e está no mercado e já sabe medir variáveis como aceitação dos preços e dos produtos/serviços, estratégias de marketing, campanhas de fidelização e, sobretudo, alguém já errou para poder passar agora aos seus parceiros de rede um negócio mais credível e com menor margem de erro.

O modelo de franchising é por isso um modelo menos arriscado no processo de criação de um negócio, pois juntamo-nos a uma rede, uma equipa de trabalho com os mesmos objetivos, as mesmas dificuldades e os mesmos valores. Todas estas vantagens têm associada uma obrigação contratual e pecuniária que convém detalhar, por forma a perceber quais as suas obrigações e direitos ao longo deste processo, por forma a não equacionar a sua viabilidade. 

Mas desengane-se quem acha que optar por uma marca em franchising é abrir portas ao público e aguardar pelos clientes, pois a grande parte do trabalho continua a ser seu, desde logo na escolha da marca que irá representar e no estudo pormenorizado desse modelo de negócio. Depois, porque cada negócio é o rosto de quem o gere, sendo essencial o seu emprenho e cunho pessoal na gestão da unidade. Depois, porque cada geografia é única e cada loja é diferente, tornando essa adaptação vital para o sucesso da representação da marca. 

Franchising é por isso um caminho mais fácil, mas apenas menos uma pedra que cada empreendedor deverá guardar.

João Ferreira